A MedPass é uma empresa de tecnologia que entrega soluções digitais na comunicação entre pacientes, médicos e instituições, acompanhando em tempo real a sua saúde.

Para demonstrar isso, seguimos os passos do nosso médico cardiologista, Dr. Maurício Jordão, enquanto ele enfrentava o grande desafio do Monte Everest. Maurício e seus colegas estavam equipados com uma pulseira de atividade, um aparelho de pressão e um oxímetro wireless, que envia, em tempo real, dados críticos para a sede da MedPass em São Paulo.

Ele e sua equipe, composta por outros médicos do Hospital Samaritano de São Paulo, estão realizando um sonho cultivado durante anos. A viagem começou em Doha, nos Emirados Árabes, seguindo para Katmandu no Nepal. A trilha iniciou-se no vilarejo de Lukla, rumo ao campo base do Monte Everest.

A subida até os 5.364 metros de altitude do campo base levou 14 dias, em um total de quase 150 quilômetros de trilha. O também cardiologista da MedPass, Dr. Thiago Ligouri, acompanhou todos os dados clínicos e forneceu diariamente seu laudo médico e feedback para os alpinistas durante a trilha.

Essa é mais uma prova do benefício do uso de ferramentas digitais na área da saúde e como elas podem impactar o bem-estar dos seus usuários.


Dr. Maurício Jordão

Chief Medical Advisor

  • 41 Anos
  • 86kg
  • 179cm

Dispositivos Utilizados

Oxímetro de Pulso

Usado para medir a saturação de oxigênio

Esfigmomanômetro de Punho

Usado para medir a pressão arterial

Glicosímetro Wireless

Usado para medir a quantidade de açúcar no sangue

Pulseira de Atividade

Usado para medir a quantidade de passos por dia, calorias queimadas, frequência cardíaca

O projeto Everest me deu o real sentido da palavra limite. Eu o encarei inúmeras vezes. Diante da exaustão e da dor, não só o corpo fraqueja como o emocional fica abalado. Mas não havia opção, era preciso seguir em frente. E esta vivência me ensinou que a superação é possível!

Ao chegar no acampamento base – objetivo final do desafio -, a sensação de missão cumprida foi tão gratificante que tornou o sacrifício do tamanho da trilha irrelevante. O regozijo da conquista renova e liberta! Só passando por isso para entender!

Dr. Maurício Jordão

Distância Total


113.29km

Altitude Inicial


2860metros

Altitude Final


5364metros

Elevação


2113metros

Velocidade Média


1.90km/h

Total Calorias


16730cal

Tempo Total


66h44m

Tempo Médio


6h41m/dia

  1. Não utilizei porter (carregadores de mala) nem guia por uma proposta do grupo mas recomendo fortemente. O sherpa cobrar US$ 20,00 por dia e serve de guia. Em trajetos como o Chola Pass será muito útil
  2. Há muitas trilhas para chegar ao acampamento base do Everest, a mais tradicional (via Tengboche) é a mais tranquila e vale a pena.
  3. Achei o uso do diamox preventivo (1/2 comprimido duas vezes ao dia) para o mal da montanha bastante útil.
  4. Não esquecer das pastilhas de cloro para purificar a água.
  5. Outros medicamentos que foram úteis: ibuprofeno (cefaleia do mal da montanha e dores em geral), ondansetrona para náuseas, diprospan (foi útil ao torcer o joelho) e azitromicina (1g dose única) para uma eventual diarreia.
  6. Leve o score Lake Louise para mal da montanha – foi importante na tomada de decisão de descer quem passou mal. Na entrada do parque de Sagarmatha (onde inicia a trilha) tem para fotografar.